QUEENSRYCHE – Empire

Voltemos ao ano de 1990. A MTV ainda era legal, passava muitos clipes, inclusive de Heavy Metal e Hard Rock. Um deles chamava a atenção, pois trazia uma banda de metal tocando uma “baladaça”, que ficou bastante popular, graças a Deus. A banda era o Queensryche, e a música “Silent Lucidity”, do incrível álbum Empire, objeto desta resenha.

Os americanos do Queensryche precisavam caprichar no sucessor de Operation Mindcrime, uma verdadeira obra-prima, considerado por muitos o melhor disco conceitual da história do metal internacional, e apesar desta pressão, a banda conseguiu se superar gravando seu álbum de maior sucesso comercial até hoje, Empire, o que foi essencial para que a banda se tornasse conhecida mundialmente.  

Riffs pesados, arranjos progressivos e experimentais, melodias grudentas, vocais mais do que precisos e até algumas pitadas pop. Essas mistura única permeia por todo o álbum e alguns clássicos do rock/metal estão presentes em Empire. Dentre eles está a excelente faixa de abertura “Best I Can” que destila energia e bom gosto. “The Thin Line” mantém o nível lá em cima, com destaque para as quebras de ritmo e o vocal preciso de Geoff Tate.  Logo em seguida temos outro clássico, “Jet City Woman”. O refrão desta música é sensacional e gruda logo na primeira audição. “Della Brown’ mostra alguns traços pop e um certo experimentalismo ao longo de seus mais de 7 minutos.

“Another Rainy Night (Without You) é puro hard rock, e Tate mais uma vez é o destaque. A faixa título, primeiro single, e um dos grandes sucessos da banda é perfeita. Peso, melodias, vocais bem colocados e solos inspirados. Destaque para o batera Scott Rockenfield, um dos melhores do heavy rock mundial, e para o guitarrista Chris de Garmo que mostra toda sua competência. “Resistance” foi a faixa utilizada pela banda para a abertura dos shows da turnê de Empire, e ela poderia facilmente estar presente nos primeiros discos da banda. A oitava faixa do disco é o maior sucesso da banda, a linda balada “Silent Lucidity”. Responsável por divulgar o Queensryche no mundo todo e por “rechear” os cofres dos integrantes do grupo, a música é uma unanimidade, um verdadeiro clássico atemporal.

“Hand on Heart” flerta com o AOR (Adult Oriented Rock) de bandas como Journey, Survivor e Foreigner especialmente em seu refrão e “One and Only” retoma o lado progressivo e mais pop da banda. “Anybody Listening?” fecha o álbum com chave de ouro. É uma balada mais romântica, digamos assim, mas com um bom gosto fenomenal, não faltando momentos pesados. Outro grande clássico.

“Empire” é um belo álbum que catapultou a banda ao sucesso, fazendo com que a banda recebesse uma indicação ao Grammy Awards, e conquistasse a primeira posição na parada Mainstream Rock Tracks, e a nona posição na parada Billboard Hot 100, além disso, o disco recebeu platina tripla (ou sela, vendeu muito!). Confira, pois vale à pena.

Tracklist:

1 Best I Can 5:35
2 The Thin Line 5:42
3 Jet City Woman 5:21
4 Della Brown 7:04
5 Another Rainy Night (Without You) 4:29
6 Empire 5:24
7 Resistance 4:50
8 Silent Lucidity 5:47
9 Hand on Heart 5:33
10 One and Only 5:54
11 Anybody Listening? 7:41

Silent Lucidity – YouTube

This entry was posted in Fundo do Baú. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *